Gostei bastante de “Nem gravata, nem honra”, do Marcelo Masagão.

As entrevistas e, em especial as entrevistadas, conseguiram trazer a partir do relato (e reflexão sobre) suas experiências de vida um monte de elementos centrais pra entender as relações entre homens e mulheres – o que se repete, o que muda, as estratégias dos homens e das mulheres (de defesa, de ataque).

A menina na escola, que diz que, diferentes das mães, os pais tem vergonha de abraçar os filhos e de serem carinhosos. Ela disse de um jeito tão fofo, de uma criança que ve o que se passa e sabe que essa falta de carinho não tem justificativa.

A dentista, que quando explica o “perfeccionismo” das mulheres no trabalho faz relação com a maternidade como destino das mulheres e, junto com isso, a necessidade/obrigação de que os filhos sejam perfeitos.

A cabeleleira… pensem numa mulher porreta! Disse sobre o marido “eu percebi que ele se sentia bem quando eu estava frágil”. E, tranquilamente, continuou: “mas eu não sou frágil, eu sou forte”. Eles estão separados hoje.

Minha memória não é boa, mas uma entrevista que me deixou com um nó na garganta foi a do casal (a moça entrevistada na cozinha, o moço de bigode e chapéu na sala). E essa eu não sei nem como relatar. Pelo menos o moço demonstrou um mínimo de constrangimento quando os dois assistiram juntos a entrevista.

E lembrei também daquele rapaz, que se separou da esposa porque ela tinha diploma e um circulo de relações distintas das dele, considerada de outro nível social (superior). Ele ficava por fora, e deu o fora. Me pergunto: se os papéis fossem invertidos, ela pularia fora? E ele?

Enfim, os depoimentos simples e diretos são ótimos pra pensar sobre a relação entre homens e mulheres. Mais que isso, são tantas situações tão semelhantes com outras que a gente vive, ou conhece alguém que vive, que eu tenho esperança de que a maioria das pessoas que assistam a esse filme saiam pensando, pelo menos: Pooooo, tem mesmo que ser assim??

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s