Desde que saí da casa dos meus pais, aprendi um monte de coisas sobre o trabalho doméstico. E aquilo que a gente fala no movimento feminista (que o trabalho doméstico só é visível quando ele não é feito) é incontestável. A não ser quando é você quem o faz.

Tem que aprender a pensar em tudo.

Na comida que vence na geladeira, no papel higiênico que acaba bem na hora que você precisa, no lixo que tem que tirar do banheiro, no lixo que tem que separar na cozinha, na louça pra lavar, no IPTU e outras contas, nas velas que você deveria ter pra não ficar no escuro quando acaba a luz, na reunião de condomínio, na bagunça da sala quando tem visita, na peça da cafeteira que quebrou, e na roupa que você tem que lavar pra não chegar ao ponto de ter que ir trabalhar usando aquela meia de avião.

No meu caso, dar merda é uma condição preu aprender a me organizar da próxima vez.

Por falar nisso, deixa eu ir que tem roupas pra estender no varal.

Anúncios

Um comentário sobre “um

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s